Metodologia de desenvolvimento em Projetos Web

Ter uma metodologia de desenvolvimento é fundamental para que um projeto seja concluído com sucesso, e um projeto de site não é diferente…

arquiteturadainformacaoTer uma metodologia de desenvolvimento é fundamental para que um projeto seja concluído com sucesso, e um projeto de site não é diferente. O primeiro passo de um projeto, antes mesmo de pensar em seu design, é fazer um levantamento completo das informações. O Web Designer deve ficar atento para entender, desde o início, a consistência das idéias do projeto e compartilhar com o cliente as oportunidades, ameaças, pontos fortes e fracos de certas abordagens no projeto final.

Quando no inicio de um projeto, as discussões focam-se mais no quesito estético do que no próprio foco do projeto, há então um grande sinal de que o projeto levará muito mais tempo para ser entregue do que se espera e, pior ainda, a chance de ter retrabalhos é muito maior, pois no campo da subjetividade fica complicado colocar limites. Além disso, trata-se de um projeto com características muito pessoais, o que assemelha-se mais a uma produção artística do que um instrumento eficaz de comunicação ou prestação de serviços. Todos estes fatores devem ser levados em conta no contrato, uma boa solução é a bilhetagem por hora e cobrança no caso de gestão de mudanças. Em geral, quanto mais preocupação estética se vê nas reuniões preliminares, mais dificuldades o projeto terá em ter alguém que o alimente com conteúdo.

Arquitetura de informação

Mapa do siteUm cuidado que o cliente deve ter ao contratar uma empresa, é saber se ela está apta a colaborar ou produzir sozinha a arquitetura de informação do site. O cliente também deve estar atento para que não seja iludido, com a sugestão de layouts e ‘solução de design’, antes de uma arquitetura de informação bem definida. Em geral, algumas agências com base no modelo de trabalho do meio gráfico, pensam em desenvolvimento de sites como se fosse um projeto gráfico, que na verdade é muito diferente. A grosso modo, seria como um arquiteto apresentasse uma maquete de uma casa antes mesmo de você informar o orçamento, quantidade de cômodos, tamanho do terreno, tipo do imóvel etc.

Dica ao contratante: Se a empresa ou prestador de serviços, antes de conhecer e definir bem a arquitetura de informação do seu site, já lhe oferecer soluções visuais bem elaboradas, desconfie, pode haver mais disposição em te ganhar pelo ‘look and feel’ do que pela capacidade de produzir o projeto em si. A não ser que o seu projeto seja extremamente simples, com meia dúzia de páginas, qualquer outro projeto de médio e grande porte precisa, antes de tudo, de uma arquitetura bem definida e acordada com o cliente, caso contrário, muito provavelmente todos perderão com desgastes e quebra de expectativas.

Design

Depois da arquitetura de informação bem definida e o escopo do projeto todo fechado, algumas provas de layout são apresentadas ao cliente. O designer para produzir este material precisa conhecer bem as características técnicas da internet, isso é fundamental para que não haja problema na hora do desenvolvimento, para que não se inviabilize a escalabilidade de um projeto, a acessibilidade e principalmente, para que o projeto tenha boa usabilidade. O designer deve conhecer bem as heurísticas de usabilidade e nortear a questão estética para esta direção.

Gerenciamento de conteúdo

Depois do design definido, o sistema de gerenciamento de conteúdo deve ser construído para que o cliente possa fazer as alterações no conteúdo do site. É extremamente importante que o cliente saiba da possibilidade de que ele mesmo possa fazer a manutenção no site sem precisar ter conhecimentos técnicos em desenvolvimento.

Riscos

É importante análisar os riscos de um projeto. Em projeto de sites ou sistemas, tente trazer os riscos para antes do desenvolvimento do produto. Quanto mais tempo se investe discutindo e planejando ANTES, menos problemas aparecerão. Gaste o ‘máximo de tempo’ fazendo a arquitetura, nomenclaturas, glossários e principalmente, a validação com o cliente para evitar mudanças de escopo no meio do processo, e que, se for necessária a mudança, que isto seja definido como gestão de mudanças e que haja custo para isto.

Dica para o web designer: Esqueça o layout, nem pense em encostar no html ou conteúdo antes de ter a arquitetura de informação definida e validada com o cliente.

Análise SWOT

Para assegurar-se de que este projeto está alinhado com o mercado atual, e que, você poderá se precaver de riscos e até mesmo se destacar diante dos seus concorrentes, a Análise SWOT é a ferramenta certa.

A Análise Swot é um conceito para fazer uma análise de cenário (ou de ambiente), sendo usado como base para a gestão e planejamento estratégico de uma corporação ou empresa, mas podendo, devido a sua simplicidade, ser utilizada para qualquer tipo de análise de cenário, desde a criação de um blog à gestão de uma multinacional.

O termo SWOT é uma sigla oriunda do idioma inglês, e é um acrónimo de Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

A Análise SWOT é um sistema simples para posicionar ou verificar a posição estratégica da empresa no ambiente em questão.

Análise SWOT
Análise SWOT

Estas análise de cenário se divide em ambiente interno (Forças e Fraquezas) e ambiente externo (Oportunidades e Ameaças).

As forças e fraquezas são determinadas pela posição atual e se relacionam, quase sempre, a fatores internos. Já as oportunidades e ameaças são antecipações do futuro e estão relacionadas a fatores externos.

O ambiente interno pode ser controlado pelo individuo, uma vez que ele é resultado das estratégias de atuação definidas por ele mesmo. Desta forma, durante a análise, quando for percebido um ponto forte, ele deve ser ressaltado ao máximo; e quando for percebido um ponto fraco, o individuo deve agir para controlá-lo ou, pelo menos, minimizar seu efeito.

Já o ambiente externo está totalmente fora do controle. Mas, apesar de não poder controlá-lo, o individuo deve conhecê-lo e monitorá-lo com freqüência, de forma a aproveitar as oportunidades e evitar as ameaças. Evitar ameaças nem sempre é possível, no entanto pode-se fazer um planejamento para enfrentá-las, minimizando seus efeitos. A Matriz SWOT deve ser utilizada entre o diagnóstico e a formulação estratégica propriamente dita.

 

“Concentre-se nos pontos fortes, reconheça as fraquezas, agarre as oportunidades e proteja-se contra as ameaças” (SUN TZU, 500 a.C.)

Metodologias

Gosto de duas metodologias para o desenvolvimento de projetos web, são elas: RUP e PMO.

Dicas para alcançar o sucesso (webdesigner, programador e freelancer)

São 9 itens de recomendações para você começar na carreira de web.

Fiz algumas recomendações para um rapaz que está a procura de um cargo na área de WebDesigner, e talvez haja muitas pessoas que também estão no mesmo “poço”, sem saber o que fazer. Resolvi elaborar alguns itens, tentando seguir uma ordem cronológica para que os iniciantes da web possam se orientar.

Espero que outros profissionais experientes dêem mais dicas ou então alguma critica à esses itens que elaborei, talvez eu não esteja tão certo, mas talvez esse seja um belo caminho para você chegar lá, alcançar um grande sucesso e realizar seus sonhos. Essa área é muito boa. Aproveitem!

Segue os 9 itens:

– Crie alguns sites de exemplo (ficticios), aprendendo, estudando, divirta-se!
– Faça um blog informando o que você sabe, quem você é e quais são os seus interesses, exiba-se!
– Elabore um belo currículo (pegue exemplos na internet) e coloque no seu blog, qualifica-se!
– Compre um domínio, alugue uma hospedagem e faça seu site (portfólio) mostrando todos os seus trabalhos, mesmo que ficticios, profissionaliza-se.
– Cadastre seu currículo e seu site em sites de qualidade, posiciona-se.
– Experimente tudo: orkut, twitter, facebook, etc, relaciona-se.
– Entre em sites de empresas que você gostaria de trabalhar e mande seu currículo, mas não insista, se terá que acontecer, acontecerá, pense positivo, motiva-se.
– Faça sites freelancers, mostre que você sabe trabalhar mesmo que sozinho, que você tem um potencial, faça bonito para seus clientes, faça como ninguém, diferencializa-se.
– Leia, estude mais sobre o assunto, pergunte, analise, atualiza-se.

 

Boa Sorte!